Teté prestigiou o 1º Concurso de Grafite de Manhuaçu

13/09/2011

Fabrício Santos entrega premiação ao 1º colocado, Miguel Ângelo – Mago

Dez trabalhos artísticos estampam o muro do Estádio Municipal Juscelino Kubitschek, a partir de agora. Realizado com sucesso neste final de semana, o I Concurso de Grafite de Manhuaçu, reunindo artistas plásticos da região e até mesmo de outros Estados.

Este inédito concurso promovido pela Prefeitura de Manhuaçu, por meio do Departamento Municipal de Cultura, teve como temáticas o patrimônio cultural e a educação ambiental.

A movimentação vem ocorrendo no local desde sexta-feira, dia 09, quando, artistas de Minas Gerais, Rio de Janeiro e de São Paulo se dedicaram por horas a fio visando a conclusão de suas obras.

O encerramento do concurso, neste domingo, envolveu os trabalhos de apreciação e votação por parte do corpo de jurados – composto por representantes do Rotary Club, Lions Club Flor de Manacá, Conselho Municipal da Juventude, Academia Manhuaçuense de Letras, Conselho Municipal do Patrimônio Cultural, Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social e Departamento Mun. de Cultura.

Prefeito Adejair-Vereador Teté – Jurado, Dr. Fábio Araújo de Sá e crianças, apreciando os trabalhos

Entre as autoridades que prestigiaram o evento, o Prefeito Adejair Barros, Presidente da Câmara, Renato Cezar Von Randow, Vice-presidente Jorge Augusto Pereira, 1º Secretário do Legislativo José Geraldo Damasceno, Vereador Nelci Alves Gomes – Teté –, Secretários Municipais Lino da Costa e Silva (Agricultura) e Beatriz Prata (Trabalho e Des. Social). Durante todo o dia, apresentações de capoeira, dança, e shows cativaram a atenção do público, além das obras do concurso.

Entidades que atuam com o público jovem, como o PROJOVEM Adolescente, CRAS, Projeto CASA, ACLA-MG, além da Central das Artes, também tiveram sua representatividade neste evento cultural, a partir da exposição de trabalhos artesanais, faixas e mostras diversas.

O resultado do concurso foi anunciado no final da tarde, quando, o Diretor Municipal de Cultura, Fabrício Santos parabenizou a todos os participantes pelos excelentes trabalhos apresentados.

Makanak, de Manhumirim, conquistou a 2ª colocação

Resultados

O trabalho vitorioso foi o do Artista Plástico Miguel Ângelo – Mago – (Manhuaçu), alcançando 205 pontos de um total de 210 possíveis. Empatadas com 201 pontos as obras de Makanak (Manhumirim) e de Lya Alves (Niterói – RJ). Após aclamação popular concedeu-se a segunda colocação para o artista de Manhumirim e a terceira para Lya.

3ª Colocada, Lya Alves, de Niterói (RJ), em frente ao belo trabalho

Todos os participantes receberam latas de spray profissional como prêmio de participação, além de aplausos efusivos do público. “A Rua Faustino Amâncio se transformou em uma rua cultural. […] Tenho muito que agradecer a todos que cooperaram para que este projeto se consolidasse aqui. Agradeço ao Prefeito Adejair Barros que ofereceu total apoio ao Departamento de Cultura. […] Haverá agora um trabalho voltado para oficina de grafitagem na cidade, sendo convidados novamente estes artistas. Vamos nos reunir na prefeitura, no intuito de definir um cronograma de atividades para que muros públicos da cidade recebam também obras como estas, ainda este ano”, destacou Fabrício Santos.

Vencedor do Concurso, o artista manhuaçuense Miguel Ângelo Gonçalves – Mago – descreveu sua obra e a pesquisa realizada. “Fiz uma pesquisa na rede e consegui encontrar muitas imagens antigas da cidade. Minha inspiração foi em torno disto: trabalhar em três tempos, representando em ordem cronológica e em preto e branco e escalas de cinza, a Igreja Matriz de São Lourenço e a antiga estação ferroviária com o trem Maria Fumaça; na parte colorida, a representação da Ponte dos Arcos, embora o colorido utilizado nela foi o da década passada, imaginei que estas cores dariam um contraste bem diferente no trabalho, e, no centro, representando a atualidade, a estátua que representa a cultura do café e minha assinatura [Mago], na parte inferior do desenho. […] Iniciativas como esta são importantes, inclusive para diferenciar-se o grafite da pichação. O grafite é um dos elementos da cultura do hip-hop, mundialmente difundido, tendo sua origem nos EUA. O grafite trabalha expressão artística e pintura. Então, uma das ideias nossas é que este seja o pontapé inicial dentro da cultura do município para que futuramente possamos ter encontros, mutirões, e, inclusive, recebermos mais pessoas de outros Estados brasileiros, de modo que elas também levem o nome de Manhuaçu para o todo o Brasil, além de vislumbrarmos um projeto para menores e ex-detentos, com trabalhos relacionados à oficinas de grafite”, comentou Mago.

O Vice-presidente da Câmara Jorge Augusto Pereira – “Jorge do Ibéria” ressaltou que “Quem ganha mais com isto é a população. Fico muito feliz por ver os artistas trazendo estes trabalhos para nossa cidade. Parabenizo o Fabrício Santos, que vem se esforçando há muito tempo, e, agora, está conseguindo colocar estes serviços em prática. Tenho certeza que, daqui pra frente, estes projetos irão fluir, a cultura de Manhuaçu estará revivendo-se novamente”.

O Vereador Nelci Alves Gomes – Teté – relatou que “símbolos de Manhuaçu que estavam apagados ficaram novamente em destaque, pela sabedoria e inteligência do Fabrício, a frente do Departamento de Cultura. Manhuaçu está de parabéns! O povo precisa conservar estes trabalhos, porque isto faz parte da história da cidade. Todos que por aqui passarem, a partir de agora, irão elogiar este trabalho. Parabéns ao artista de Manhuaçu, vencedor deste concurso, e a todos, das demais cidades, que também contribuíram com este belo trabalho”.

Fotos e reportagem: Thomaz Júnior e Manhuagito.com.br