Presidenta Dilma Roussef autoriza Instituto Federal em Manhuaçu

17/08/2011
Presidenta Dilma Roussef autoriza Instituto Federal em Manhuaçu

A criação do campus de Manhuaçu do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFET) foi anunciada oficialmente em Brasília (DF) em cerimônia presidida pela Presidenta Dilma Roussef. Uma comitiva formada pela Prefeito Adejair Barros, o Presidente da Câmara Renato Cezar Von Randow e os vereadores Nelci Alves Gomes (Teté) e Francisco de Assis Dutra (Chico do Juquinha) e o Secretario de Administração Geraldo Dângelo Borel acompanhou a cerimônia no Palácio do Planalto.

A abertura de 250 mil vagas de ingresso nas universidades federais e de 600 mil matriculas nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, em 2014, é um dos resultados que a presidenta da Republica, Dilma Rousseff, espera alcançar com a terceira fase da expansão universitária e profissional.
O acesso à educação e ao conhecimento, segundo a presidenta, deve ser maciço, inclusivo e sistemático, para que jovens e trabalhadores passam dele se beneficiar em todos os recantos do país. O esforço do governo federal, na sua visão, busca superar décadas de atraso e preparar a nação para o futuro.
“Em dois anos, só a Petrobras vai gerar uma demanda de 230 mil técnicos em petróleo e gás”.Explicou Dilma. Mas o Brasil, avisou, também precisa de quadros preparados para atender setores internacionais de alta tecnologia que estão aqui chegando.

A expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Cientifica e Tecnológica terá 208 novas unidades, distribuídas em municípios dos 26 estados e no Distrito Federal. Em Minas Gerais, somente seis cidades foram contempladas. O campus de Manhuaçu integra a base do IFET Sudeste de Minas e esta no cronograma de construção para 2013, mas pode ser adiantado. Segundo o ministro da Educação, Fernando Haddad, foi estabelecido um calendário para as implantações e obras de construção de cada unidade.

EMPENHO DE JOÃO MAGALHÃES
De acordo com Haddad, as unidades de educação profissional que começam a ser construídas no governo de Dilma Rousseff atendem critérios técnicos de reparação de uma injustiça histórica de muitas décadas, que isolou populações do acesso à educação e ao conhecimento. Foram levantadas as regiões que não tinham acessa a escolas federais, coma é o caso de Manhuaçu. O grande empenho do Deputado João Magalhães (PMDB) e do vereador Nelci Alves Gomes junto com o Deputado Reginaldo Lopes (PT) foi justamente para que o município fosse escolhido como sede.

Para definir o numero de escolas de educação profissional por estado, o governo federal orientou-se por uma série de critérios, entre os quais estão os baixos índices de desenvolvimento da educação básica (IDEB) e a porcentagem de jovens de 14 a 18 anos nas séries finais do ensino fundamental. Na escolha dos municípios a serem contemplados, considerou a universalização do atendimento aos territórios da cidadania, a alta porcentagem de extrema pobreza, municípios ou microrregiões com população acima de 50 mil habitantes os municípios com arranjos produtivo locais (APL).
Segundo o levantamento do Ministério da Educação Manhuaçu soma 79 mil habitantes e reúne 128 mil habitantes dos municípios vizinhos e uma microrregião diretamente beneficiada de 257 mil moradores. A condição de polo e a facilidade de acesso para os outras municípios foram apontadas pela Deputado João Magalhães coma pontas fortes da cidade.

Além de Manhuaçu, as cidades Santa Luzia, Ibirité, Diamantina, Patos de Minas e Teófilo Otoni foram contempladas com unidades do IFET. Para o deputado João Magalhães a noticia é motivo de comemoração: “Manhuaçu mais uma vez foi abençoada, pois no estado inteiro somente seis municípios foram selecionados e vão se somar aos 14 existentes no estado de Minas Gerais. O IFET vai contemplar aqueles que estão começando agora no ensino profissionalizante e aos mais experientes que querem voltar para a escola e se capacitar mais. Quero fazer um agradecimento publico ao Prefeito Adejair Barros e aos vereadores que não faltaram em momento algum para que esse projeto se tomasse realidade. Eu fico feliz por participar desse grande momento que tenho certeza vai ficar marcado no contexto regional”.

Segundo o parlamentar, a rede de ensino regional ficara fortalecida com o novo empreendimento. “O mais importante é que o IFET vai atender principalmente a pessoa que não tem condições de pagar par um curso numa instituição particular. Eu vejo esse novo investimento com uma força que irá consolidar a cidade como polo regional de educação”, afirma.

A comitiva de Manhuaçu ainda se encontrou com o Secretario de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Eliezer Pacheco. O Prefeito Adejair Barros assinou um termo de compromisso para doação de área para abrigar o IFET. O primeiro projeto previa dois mil metros quadrados, mas um novo estudo foi encomendado para o setor de engenharia e vai autorizar uma área de seis mil metros quadrados para o projeto.

APOIO GARANTIDO
Segundo o Presidente da Câmara, Renato Cezar Von Randow, o momento é especial para Manhuaçu e região. “Temos sempre que enaltecer e agradecer àqueles que realmente fazem para nosso município. Quero aqui agradecer ao Deputado João Magalhães pelo empenho em conquistar um investimento grandioso para a educação profissionalizante da região. Também ressalto aqui o apoio do Prefeito Adejair Barros, com todos os vereadores, para doação dessa área em que será alocado o prédio do IFET. Sem essa união de esforços esse projeto seria impossível”.

O vereador Nelci Alves Gomes (Teté) também fez coro à importância da conquista para a região. “São três anos de luta como vereador. Eu abracei essa causa desde o primeiro momento, viajei para varias lugares até que o projeto chegasse a esse ponto. Eu vejo que valeu a pena todo o meu esforço para apresentar os documentos, solicitando o apoio da Prefeitura e da Câmara e acompanhando pessoalmente com o Deputado João Magalhães no Ministério da Educação para que isso fosse viabilizado”.

Francisco de Assis Dutra lembrou que houve um empenho também do Deputado Reginaldo Lopes para garantir que Manhuaçu fosse escolhida para a sede do nova campus do IFET. “O anuncio da sede na nossa cidade é uma grande conquista. É o coroamento de uma luta, afinal isso também reafirma um compromisso honrado com a nossa região”.
Durante o evento, o Prefeito Adejair Barros confirmou o apoio da Administração de Manhuaçu. “Este projeta mostra mais uma vez que Manhuaçu é um polo regional. Ficamos muito gratos ao Deputado João Magalhães e aos vereadores, em especial o Teté, pois teremos um investimento que vai atender a população de toda a região. A Prefeitura de Manhuaçu apoia e é parceira do projeto, afinal é a nossa garantia de doação do terreno que vai permitir essa obra”, concluiu.

Carlos Henrique Cruz – Jornal Tribuna do Leste – Edição 2022 – 21/08/2011