1ª Conferência Municipal da Juventude em Manhuaçu

11/05/2011
1ª Conferência Municipal da Juventude em Manhuaçu

Objetivando o fortalecimento do trabalho, que visa à promoção de políticas públicas para a juventude e a motivação de crescimento, o Conselho Municipal da Juventude (COMJUVE) realizou nos dias 28 e 29, p.p, a 1ª Conferência Municipal da Juventude.Com o tema “jovem o que queres para tua cidade”, teve como foco o público na faixa etária de 15 a 29 anos.

A conferência foi marcada com palestras voltadas a estudantes, a fim de conscientizá-los e chamá-los à responsabilidade, na participação de projetos que sejam interessantes, permitindo o necessário a todos para o crescimento individual.

A primeira palestra sobre “bullying”,foi realizada pelo comandante do 11º BPM, Ten.Cel. Luis Carlos Rhodes, que , tornou-se uma prática comum aos jovens, principalmente nos educandários. Termo da língua inglesa que quer dizer “valentão”, que se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas, que ocorrem sem motivação evidente e são exercidas por um ou mais pessoas, causando angústia com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa.

Para que a mensagem pudesse chegar com total facilidade aos estudantes, o oficial teve uma dinâmica para interagir junto à platéia, que assimilou facilmente sobre o bullying direto, que é a forma mais comum entre os agressores masculinos e o bullying indireto, sendo essa a forma mais comum entre mulheres e crianças.

De acordo com o Ten.Cel. Rhodes, há uma necessidade da participação da família no acompanhamento dos filhos e, as escolas precisam estar atentas para as atitudes dos alunos. “Quando o efeito “bullying” encaixa em determinada pessoa, as conseqüências são sérias. É preocupante e, toda a sociedade precisa trabalhar para que, eliminemos esse tipo de desrespeito entre as pessoas”,ressalta.Outra preocupação demonstrada, é que a prática dessa modalidade reflete também no campo da segurança pública.
No segundo dia da conferência, a palestra sobre “protagonismo juvenil” foi realizada pelo Dr. João Paulo Freyre Jardim, da Coordenadoria da Juventude da prefeitura de Belo Horizonte. Segundo João Paulo Freyre, esse é um passo importante, para que os jovens venham participar da elaboração de diretrizes das políticas públicas da juventude. “O jovem, namaioria das vezes, quer participar, mas, acaba encontrando obstáculos e, nem sempre as portas são abertas. É preciso amadurecimento da escola, família para trabalhar na especificidade de cada um”,considera Dr. João Paulo Freyre.
Parceria voltada para o social

O Conselho Municipal da Juventude, instituído em 2009, tem trabalhado ações voltadas para despertar nos jovens a verdadeira essência de interação junto à sociedade local. Para a realização da 1ª Conferência Municipal da Juventude, foi fundamental a parceria com a Superintendência Regional de Ensino, Secretaria Municipal de Esportes, Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores e 11º BPM.

A Superintendente Regional de Ensino de Manhuaçu, Maria Geralda Vilela Cupertino destacou na abertura da conferência, que a educação dos jovens hoje, é um desafio para a família, que às vezes não sabe como agir para ajudar o filho se tornar um adulto realizado e feliz. “Acredito nos jovens à procura de caminhos novos, abrindo espaços largos na vida. Creio na superação das incertezas deste fim de século”, sintetizou a Superintendente Regional de Ensino.

Segundo o presidente do COMJUVE, Thomaz Geraldo Veloso, o resultado foi surpreendente. A participação de estudantes partilhando experiência, bem como discutindo as dificuldades enfrentadas para a implementação das ações, demonstrou queo envolvimento do jovem é a certeza para conferir a ele o poder de decisão. No final, foram escolhidos os delegados que estarão representando o município de Manhuaçu, na II Conferência Estadual em Belo Horizonte.

(Eduardo Satil – Jornal Tribuna do Leste)